O Tarot existe há milhares de anos, desde o antigo Egito, ou talvez até antes. A sua primeira utilização no Ocidente, de que se tem notícia, aconteceu na Idade Média. Durante aqueles tempos turbulentos, a sua linguagem figurada foi usada como um código na transmissão dos ensinamentos das escolas de mistério medievais. Ao longo do tempo o Tarot tem sido usado de muitas maneiras --- como um instrumento para a predição do futuro, como um leve ¨jogo de salão¨, como uma maneira de reunir informação desconhecida, e oculta, a respeito de diversas situações, etc.

As suas 78 lâminas são divididas em dois grupos: 22 Arcanos Maiores e 56 Arcanos Menores. Os 22 Arcanos Maiores descrevem as 21 etapas evolutivas que o ser humano – representado pelo Louco – pode percorrer em sua vida. Essa viagem em busca da iluminação é única e intransferível, cada pessoa a viverá de uma forma muito particular. No entanto, são as mesmas as verdades fundamentais a serem descobertas, independente de raça, sexo, classe social ou criação religiosa. Os 56 Arcanos Menores são como as cartas do baralho comum e cada naipe – Paus, Ouros, Espadas, Copas – corresponde a um elemento – Fogo, Terra, Ar e Água.

O Tarot pode ser utilizado como um poderoso instrumento para o autoconhecimento, assim como para predizer o futuro ou o que se encontra velado no presente, de quem o consulta. É um instrumento que nos ajuda a entender a vida. Através de arquétipos ricos em simbolismo, mas também em mistério, é possível elucidar as mais variadas questões.

Consulte um de nossos experientes Tarólogos

Consulte nossos tarólogos